Confira agora alguns tipos de dinâmicas para idosos e suas melhores atividades


Em Artigos - 01-03-2019

Aplicar a dinâmica para idosos vem se revelando uma tarefa muito produtiva. As atividades ajudam a terceira idade a obterem mais qualidade de vida, tanto físico quanto mental. Aqui, apresentaremos alguns tipos de dinâmicas para idosos e suas melhores atividades.

 

Sabemos que os brasileiros estão envelhecendo cada vez mais.  Em razão disso, as pessoas na terceira idade, ainda se encontram cheias de vida. Mesmo porque, é a fase onde os idosos possuem mais tempo disponível e vivem com menos preocupações.

 

Entretanto, essa fase pode ser, também, a mais delicada na vida dos mais velhos. Ao envelhecer, o idoso passa por diversas mudanças em sua vida. A memória falha, o corpo torna-se mais frágil e a visão e audição diminuem.

 

Assim, a interação social oferece uma melhor qualidade de vida aos idosos. As atividades em grupo proporcionam benefícios fundamentais para eles.

 

 

Dinâmicas de grupo para idosos

 

 

dinamica para idosos 

 

 

É cada vez mais comum a formação de grupos de terceira idade para exercerem práticas de atividades divertidas. Muitos lugares, públicos ou privados, oferecem atividades em grupo para os idosos aplicarem essas interações em sua vida cotidiana. Visto que, aumenta significativamente a qualidade mental e física do mais velho.

 

Contudo, para exercer as dinâmicas para idosos, é preciso de ajuda profissional. Isto é, os profissionais qualificados têm a capacidade de avaliar as condições físicas dos mais velhos. A fim de determinar qual a melhor atividade a ser realizada. Assim, toda a atividade relacionada aos idosos precisam do acordo do médico.

 

Lembrando que, atualmente, consultas médicas feitas por telemedicina ou teleassistência, estão a todo vapor. O idoso garante uma consulta com o profissional, exerce as atividades aconselháveis por ele, sem mesmo sair de casa.

 

 

Benefícios e importância

 

 

As dinâmicas para idosos, de um modo geral, favorecem o otimismo, contribuindo para o bem-estar do idoso. Assim, elas são como auxílio para enfrentar o envelhecimento de maneira digna e harmoniosa. 

 

De uma maneira descontraída e animada, elas despertam vários benefícios, desde a parte física, até os sentimentos, memória e concentração. Sua importância está em várias ações como:

 

  • Aumentam a capacidade mental e a descontração;
  • Ajudam a aperfeiçoar a comunicação e interação social;
  • Criam a convivência com pessoas da mesma idade;
  • Desenvolvem habilidades individuais; 
  • Sustentam relacionamentos interpessoais; Fazem amizades;
  • Aumentam a autoestima;
  • Estimulam o desenvolvimento da comunicação;
  • Evitam o sedentarismo;
  • Evitam doenças mentais (tendenciosas na terceira idade)

 

Uma das mais importantes dinâmicas para idosos são atividades relacionadas com sua alimentação. Segundo a Sociedade Brasileira de Geriatria, as ações de educação nutricional contribuem para uma alimentação mais equilibrada. E, posteriormente, refletem em um envelhecimento saudável. Em razão disso, apresentamos alguns tipos de dinâmicas para idosos, muito divertidas e fáceis de serem aplicadas.

 

 

Tipos de dinâmicas de grupos para idosos e suas atividades

 

 

Dinâmica de grupo para idosos

 

 

idosos de mãos dadas

 

 

  • Papel colorido

 

Material: Tiras de papel em diferentes cores.

Objetivo: Os idosos têm a chance de relatar sentimentos e trocar experiências.

Dinâmica: O orientador pedirá para os idosos fecharem os olhos e pensarem em sentimentos presentes em suas mentes, naquele instante. Cada idoso deverá escolher uma tira de papel com a cor que ilustra o sentimento do momento. Em seguida, os idosos que tiraram a mesma cor de tira de papel formarão grupos. Por cerca de 10 minutos, deixe cada grupo conversar sobre os sentimentos. Após, os idosos devem formar um grande círculo e trocar suas experiências. Eles devem relatar sobre o sentimento vivido e comentar como foi a conversa.

 

 

  • Dançar para conhecer o grupo

 

Material: Música.

Objetivo: Fazer com que os idosos se conheçam de uma maneira diferente.

Dinâmica: O orientador deverá pedir que os idosos façam duplas. Ao começar a música, eles devem dançar e conversar durante cerca de um minuto. Se apresentando, dizendo seus nomes, idades, onde nasceram e o que gostam de fazer. Após um sinal, os idosos trocará de dupla e repetirá a ação. Até que todos os participantes sejam apresentados uns aos outros.

 

 

  • Memória viva

 

Material: Sacola escura, papel e caneta e diversos objetos escolhido pelo orientador.

Objetivo: Treinamento da mente e ativação da memória.

Dinâmica: O orientador deverá reunir os idosos em grupo. Cada um irá retirar um objeto da sacola escura. O idoso terá que escolher um objeto, dizer o nome e colocar em uma mesa. Após todos os objetos estarem na mesa, o orientador deverá falar novamente o nome de cada objeto, ativando a memorização. Depois, colocar os objetos novamente dentro da sacola. Logo em seguida, os idosos terão que escrever no papel, o maior número de objetos que eles lembrarem. O orientador conferirá, em voz alta, quantos objetos os idoso acertou. 

 

 

Dinâmica para idosos usando bolas

 

 

dinamica para idosos com bexigas

 

 

  • Bexiga sentimental

 

Material: Bexigas cheias de diferentes cores.

Objetivo: Auxiliar os idosos na expressão de seus sentimentos. 

Dinâmica: Todos os idoso escolherão uma cor de bexiga que represente os sentimentos. Cada um explicará porque a cor escolhida, desenhando na bexiga um rosto e expressando o seus sentimentos, naquele momento.  No final, cada um explica sua representação associada a sua vida atual.   

 

 

  • Conhecendo e aprendendo

 

Material: Uma bola de tamanho médio.

Objetivo: Se conhecer melhor e proporcionar estímulo da memória e concentração.

Dinâmica: Os idosos deverão estar sentados em um círculo. Um iniciará com a bola. Ele irá dizer algo diferente e que considere importante sobre si. Logo depois, ele passará a bola e outro idoso fará o mesmo. Quando todos tiverem terminado, acontecerá a segunda rodada. Porém, dessa vez, é necessário dizer o nome daquela pessoa e o que ela falou sobre ela. Caso algum idoso apresentar dificuldades, oriente o restante do grupo a auxiliá-lo.

 

 

  • Pessoas balões

 

Material: Um balão cheio e um alfinete.

Objetivo: Reflexão sobre a vivência em grupos. Reflexão sobre as dificuldades de superar críticas e ofensas recebidas.

Dinâmica: O orientador iniciará a atividade explicando porque as pessoas parecem com os balões cheios. Por exemplo, alguns estão cheios de vida, outros apenas cheios de ar. Uns parecem ter opiniões próprias, mas se deixam levar por outros pontos de vista. Por fim, alguns vivem como os balões cheio, prestes a explodir. Basta uma crítica para estourarem. A atividade acontece quando todos falam sua opinião sobre suas dificuldades de superar as críticas e ofensas. Caso um idoso transpareça a dificuldade, seu bolão deverá ser estourado, saindo da atividade para a reflexão.

 

 

Dinâmicas de educação nutricional para idosos

 

 

idosos se alimentando

 

 

  • Caixa educadora

 

Material: Caixa de papelão e perguntas relacionadas a alimentação do idoso

Objetivo: Fazer com que cada idoso reflita se sua alimentação é adequada para sua idade.

Dinâmica: O orientador deverá separar os idosos em grupos. Um de cada grupo irá pegar uma pergunta na caixa e responder para os demais grupos. O outros grupos deverão discutir e apresentar uma conclusão se a pergunta respondida estar de acordo com a vida saudável. Exemplos de perguntas: O que é ter saúde para você? O que você acha que devemos fazer para ter boa saúde? Você acha que está cuidando bem de sua saúde? Por que você precisa de cálcio e vitamina D?

 

 

  • Bingo das frutas

 

Material: Cartelas decoradas com imagens de frutas e grãos de feijão (para marcar os alimentos sorteados)

Objetivo: Estimular o consumo de frutas e criar um momento lúdico de socialização.

Dinâmica: O orientador deverá reunir os idosos nas mesas e começar o bingo. O idoso que fechar a cartela primeiro, ganhará uma fruta de sua preferência. A brincadeira segue até todos serem contemplados com o brinde.

 

 

  • Oficina de sucos

 

Material: Frutas, liquidificador, faca e copos.

Objetivo: Estimular o aumento do consumo de sucos naturais no dia a dia dos idosos

Dinâmica: Cada idoso deverá trazer várias frutas e verduras de sua casa. Os sucos serão preparados com o auxílio do orientador. Durante o preparo, os idosos receberão explicações sobre à importância de consumir sucos naturais de frutas e verduras nesse idade. Todos terão que experimentar os sucos.

 

 

Dinâmica para idosos com música

 

 

dinamica com musica para idosos

 

 

  • Qual é a música

 

Material: Música animada.

Objetivo: Motivar a memória, dificultando o aparecimento de Alzheimer ou demência Senil.

Dinâmica: O orientador escolherá uma música que todos os idosos conheçam. Depois, retirará alguns elementos da música, procurando imagens para que eles possam identificar qual é a música, cantor e ano. O idoso que acertar, cantará a música sem a letra. E depois, todos cantarão com a música.

 

 

  • Musicoterapia

 

Material: Músico, instrumentos e músicas.

Objetivo: Desenvolver a musicoterapia nos idosos e estimular a socialização.

Dinâmica: Cada idoso deverá apresentar suas músicas preferidas. Eles deverão cantar, tocar e até dançar, se não estiverem muito tímidos. Com a ajuda de um instrumentista, o idoso poderá aprender a tocar cada música escolhida.

 

 

  • Palavras e músicas

 

Material: Papel e caneta

Objetivo: Ativar a memória, estimular a fala e a socialização.

Dinâmica: O orientador deverá escrever em pequenos papéis, várias palavras do cotidiano do idoso. Cada um pegará um papel. Após ler a palavra escrita, o idoso terá que lembrar uma música que contenha a palavra e cantá-la.

 

 

Dinâmica autoestima para idosos

 

 

dinamica da autoestima

 

 

  • Tirar o chapéu

 

Material: Chapéu e um espelho (será colado na parte de dentro do acessório).

Objetivo: Estimular a autoestima e a reflexão dos idosos.

Dinâmica: O orientador deverá fazer um círculo e entregar o chapéu para um dos idosos. O intuito é se o idoso tirará o chapéu para quem ele estará vendo refletido no espelho. Ou seja, ele mesmo.  A ação é incentivar todos a falarem de suas qualidades. O orientador deverá fingir que está trocando a foto dentro do chapéu.

 

 

  • Rasgar a cartolina

 

Material: Cartolina e pincel.

Objetivo: Estimular o autoconhecimento e falar sobre si.

Dinâmica: Cada idoso deverá escrever na sua cartolina seu nome e sua principal característica que precisa melhorar. Em seguida, o orientador colocará os idosos em duplas, direcionando cada dupla a segurar a cartolina na frente de seu dono. As duplas olharão fixamente para o que está escrito na cartolina. Após falarem algumas frases de incentivo (como “você é capaz”), o orientador pedirá que cada um rasgue sua cartolina. Ao rasgar o papel, o idoso estará vencendo seu medo, passando a se sentir mais capaz.

 

 

  • Valores e qualidades

 

Material: Cartões com valores escritos.

Objetivo: Reconhecer os valores e qualidades

Dinâmica: Cada idoso receberá um cartão com uma qualidade. Após cada um refletir sobre a qualidade recebida, eles irão dizer se consideram ter ou não a qualidade. E se reconhecem alguém no grupo que tenha o mesmo valor. No final da atividade, alguns guardam o cartão para si. Outros sabem reconhecer o valor nele e em outros do grupo.

 

Nesse artigo, vimos o quanto é importante as dinâmicas para idosos. Tanto para a saúde física, como, principalmente, para a saúde mental dos mais velhos. Veja também, os tipos de dietas para os idosos e o cardápio ideal para um bom envelhecimento. Um ótimo artigo para se adequar, ainda mais, a saúde do idoso.